Casa Saudável – tudo que você precisa saber [Parte 1]

Como obter melhoria da saúde cuidando do seu ambiente.

Lembre-se, vida se nutre de vida, traga a natureza para dentro!

Você não pode ignorar estas dicas simples que vão elevar a  sua qualidade de vida

Uma noite mal dormida, ansiedade, desconforto, dificuldade de concentração podem estar relacionados com a falta de saúde em habitar uma casa saudável.

Saúde da habitação ou casa saudável é um conjunto de fatores mensuráveis que deixam o ambiente onde você passa grande parte do tempo ou doente, indiferente ou pode ser um grande aliado do seu bem estar e saúde.

E é claro que você já matou a primeira charada: quanto mais saudável seu ambiente, melhor para você que convive e se nutre dele.

Nessa artigo, precisei dividi-lo em partes para ficar mais preciso em todas os detalhes sobre este tema tão fascinante, vamos olhar o que pode ser feito para que o ambiente – seja da sua casa e do seu escritório – possa contribuir para a sua qualidade de vida, saúde e bem estar.

Mas, como isso é possível? Você pode estar se perguntando.

A chave de tudo isso está na interação que estabelecemos com o nosso ambiente de muitos modos possíveis.

Casa Saudável e a sua saúde

Somos seres complexos em razão do nosso perfil bioelétrico que participa de toda a informação recebida pela via química vinda do meio externo, como por exemplo, a nossa respiração. Dependendo do que inalamos temos um resultado bio-físico, pode ser um contaminante ou ar puro, nestes dois casos o resultado no nosso corpo será muito diferente. Vamos falar sobre os contaminantes chamados de COV’s, ou compostos organo-clorados, por outro lado também da aromaterapia, purificadores do ar e seus benefícios.

A via elétrica ou magnética, como por exemplo, na saturação promovida pelo Wi-Fi que nos mantém conectados à internet, o micro–ondas e outros equipamentos. Em algum momento vamos perceber por excesso desta eletricidade estática que nos impregna, ficaremos dando “choque” em superfícies de metal tipo na maçaneta da porta, o cabelo eriçado por eletricidade ao você se pentear e outros tantos efeitos que não podemos perceber com objetividade. A nossa mente também é bastante afetada e veremos isto mais detalhadamente na parte 2 deste artigo.

Lá no infinitamente pequeno, somos compostos de elétrons, essas partículas dinâmicas do mundo subatômico estão sendo trocadas com o meio em que estamos,  aqui é excelente destacar o papel do grounding, pois quando caminhamos no solo de terra ou grama, estamos trocando energia com a nossa mãe terra. Como toda boa mãe, ela sabe nos calibrar de energias boas e tirar as nocivas. Vamos também falar das radiações cósmicas e energias telúricas.

Uma consideração não menos importante é a geometria do espaço, ou o formato da caixa que o nosso espaço forma. Temos influências diferentes quando lidamos com suas medidas como altura, largura e comprimento. Perceba a sua sensação ao chegar a um local onde a altura é dupla, a sensação é de expansão e se for o oposto, onde a altura é inferior ao normal dos ambientes internos, a sensação é de compressão e parece que o teto irá cair sobre a nossa cabeça.

Podemos comparar os nossos ambientes com uma grande caixa como visto acima, ainda teremos que falar quando a geometria cúbica não é regular, o mesmo que dizer que a caixa não tem seu lados parecidos ou apresenta assimetria, disso vamos tirar outros resultados.

Como a nossa casa, com suas paredes, piso e teto  simula uma caixa,  toda a energia que chegar a ela, irá reverberar ou refletir e se propagar. Em acústica para exemplificar, falamos sobre a reflexão de ondas sonoras, que pode criar ressonância e, neste ponto, precisamos lembrar das inúmeras frequências ao ressonar dentro desta caixa (nossa casa) e como elas nos afetarão. Vamos voltar a esse tópico no próximo post, dada a sua importância.

Vamos entender o espaço com mais profundidade

Já demos um giro por vários modos de interação entre você e seu meio. Agora, vamos listar os itens em que vamos nos debruçar para entender tudo sobre isso e poder elevar a qualidade de nossa rotina, usufruindo de níveis ótimos de saúde, melhorando nosso sono, melhorando nossas alergias e muito mais. E tudo isso sem tomar uma única pílula!

A seguir, vou listar os nossos próximos tópicos de abordagem:

1- Biofilia: bio = vida/natureza e filia=amor, e de como a teoria de Edward O. Wilson https://www.hup.harvard.edu/catalog.php?content=reviews&isbn=9780674074422 que nos inspira a implementar a qualidade de vida. Vamos detalhar, dar dicas preciosas para manter a casa saudável. Lembre-se, vida se nutre de vida, traga a natureza para dentro!

2- Geopatia e radiestesia: geo = terra, patia = sofrimento, ou como esse estudo pode nos orientar para nos livrarmos de campos elétricos e magnéticos provenientes do terreno onde está situado o imóvel e anulando essas frequências em prol da saúde. Você vai poder se proteger dos efeitos nocivos e melhorar sua saúde com procedimentos simples. https://www.amazon.com.br/Radiestesia-Sa%C3%BAde-Kathe-Bachler/dp/8531603315

3- Campo Eletromagnético e nossa frequência biofísica: isso pode estar gerando um padrão muito nocivo e vamos aqui abordar muitas dicas para não sermos afetados. http://www.ucs.br/etc/revistas/index.php/direitoambiental/article/download/4054/3097

4- Iluminação artificial: deve ser pró-circadiano ou dará perturbações do sono e muitos efeitos deletérios. Você vai saber que tipo de lâmpada comprar para se manter mais saudável com seu relógio interno. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2717723/

5- Geometria Sagrada, Feng-Shui e geometria do espaço: a beleza e profundidade destes conhecimentos ancestrais e tudo que eles podem fazer por nós na atualidade.

6- O poder das cores: verdadeiras magas, podem mudar nosso humor como mágica. É preciso saber como usá-las para que possamos aproveitá-las para o nosso bem.

7-COV’s, mofo, qualidade do ar nos sistemas de refrigeração: outros contaminantes. Até como limpamos nosso ambiente afeta a nossa saúde então devemos dar atenção muita a isso.

A casa saudável está em suas mãos:

Venha junto nesta imersão e seja capaz de mudar para melhor, a sua rotina com muito mais qualidade de vida e níveis ótimos de saúde.

Nesse panorama geral, vemos que estamos falando aqui somente de aspectos físicos e energias bem conhecidas como a que nos conecta com o Wi-Fi e a energia elétrica das tomadas, ou do produto que usamos para a limpeza da casa, ainda pode ser também sobre a assimetria de algum cômodo ou da falta de elementos naturais ao nosso redor.

Além deste vasto campo, há ainda o âmbito da sensação e percepção, a psicodinâmica envolvida mas esse será tema de outro bate-papo.

E para começarmos esse diálogo mais aprofundado sobre o espaço que habitamos, deixe seu comentário ou a sua pergunta que terei prazer em responder pois todos devemos zelar para termos uma casa saudável.

Aguarde a próxima parte do artigo!

Uma ótima semana!

Deixe sua pergunta ou comentário que terei prazer em responder.

Maitê Orsi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *