Casa Saudável [Parte 3] Geopatia e eletromagnetismo: como eles influenciam seu ambiente e interferem no bem estar

A NOSSA SAÚDE TEM UMA RELAÇÃO DIRETA COM A SAÚDE DA NOSSA CASA.

E seguimos com a série Casa Saudável! No artigo de hoje, a parte 3, vamos tratar sobre geopatia e campos eletromagnéticos, afinal, são elementos quase invisíveis e que têm enorme poder de influência no nosso ambiente. Por consequência, são duas coisas que afetam diretamente nossa saúde.

Vamos entender melhor sobre isso

Afinal, o que é geopatia?

Geopatia como a palavra já nos indica, geo – terra e patia – sofrimento. Isso visto da nossa perspectiva humana, pois as desarmonias de energia ocasionadas por falhas geológicas, rios subterrâneos, reverberação de energias cósmicas no subsolo são nocivas para a nossa saúde.

O nosso campo energético ou a energia que faz nosso corpo funcionar, que emanamos é bastante delicado e sujeito a muitas interações com os campos eletromagnéticos externos que podem ser interações positivas ou negativas. E também precisamos observar que não estamos abordando o assunto num contexto mágico e sim num contexto científico.

As geopatias que são falhas no subsolo, ou na composição do terreno onde o imóvel está. Por exemplo, vamos falar em um terreno qualquer onde pode haver rochas permeáveis que por sua vez dão passagem à água de chuva que penetra no solo e que por haver inclinação neste terreno, a água faz a sua lenta passagem, criando um campo elétrico fraco por atrito e químico por reagir com as substancias minerais presentes no solo. As áreas geopatologicas ou geopáticas são áreas que concentram muita radiação eletromagnética que vem do interior da terra e que podem afetar nossa saude, física e mental, pode alterar o equilíbrio de animais e plantas também.

Por sua vez, a percolação (quando há rochas permeáveis que permitem a passagem da água pelo terreno deste subsolo) gera atrito pela passagem da água pelas rochas porosas e, por consequência, campo eletromagnético. Agora, imagine todo santo dia, você exposto a esse campo energético durante o seu sono, hora de repouso e no momento de reabastecer as energias, sem comentar que nosso período de sono corresponde a 1/3 do nosso ciclo diário das 24 horas.

Na composição do subsolo podem ter vários elementos minerais como vimos e que compõem o terreno e também reagirão com a água criando compostos químico. Estes, por sua vez, também irão emanar um campo energético com base eletroquímica.

Dessa forma, o terreno fica propício para geração de campo eletromagnético. Também podem haver fissuras em camadas sub-solares de rocha, falhas geológicas e estes aspectos têm muita importância no tipo de frequência que o terreno onde esta o imóvel emana. Por isso, é preciso ter atenção e o conhecimento para lidar com isso, pois podem causar desde perturbação do sono bem como graves enfermidades.

Como a geopatia e eletromagnetismo nos atinge

Vamos listar as causas:

1- Água subterrânea

2- Falhas Geológicas

3- Grutas ou cavernas

4- Redes magnéticas ou linhas como Hartman, Ley, Curry

5- Vórtices de energia

Ainda temos na superfície, estas fontes de perturbação eletromagnéticas:

6-  Linhas de alta tensão

7- Proximidade com centrais elétricas, transformadores e antenas

A reverberação destas emanações de energia provindas do solo nos espaços abertos não são problema, pois elas se dissipam. Porém, nos ambientes fechados elas reverberam ou ecoam, ampliando ainda mais seus efeitos nocivos.

Como estamos nos relacionando com isso?

Somos atingidos por este tipo de interferência porque somos seres de constituição bioelétrica. Para funcionamento das nossas células e órgãos há um trânsito de energia ininterrupto e perturbações neste campo eletromagnético mexem com o equilíbrio celular e funcional.

Isso porque temos uma frequência energética para cada um dos nossos órgãos, por exemplo o batimento cardíaco. O famoso tum tum do nosso coração tem um ritmo, ele é calmo quando estamos relaxados, ou acelerado quando estamos estressados. Porém, o cérebro também tem suas faixas frequenciais assim como todos os outros órgãos.

Este ritmo de cada órgão é pautado pela variabilidade, pois não há um ritmo único, contrapondo-se totalmente à monotonia de uma onda eletromagnética, que é sempre igual. Um exemplo de onda eletromagnética com um único ritmo são estas que vem do solo, com seus pulsos monótonos ou sem variabilidade. Outro exemplo:  as microondas emanadas pelo nosso celular, pelo forno de microondas, roteadores Wi-Fi, dispositivos bluetooth. A maioria dos dispositivos e equipamentos é frequencialmente ativa, incluindo fiação elétrica e equipamentos elétricos, ou seja estão emanando energia.

Detectando problemas com eletromagnetismo

Partindo do princípio que temos emanações de energia vindas do solo e que podem alterar negativamente a vibração do nosso próprio corpo, devemos buscar saber se nosso terreno esta agindo negativamente para nossa saúde. Especialmente se percebermos alteração de humor, problemas de sono, irritabilidade quando estamos nestes ambientes prolongadamente.

A forma de saber se há problemas de eletromagnetismo em  nossa casa é através da radiestesia, que é uma técnica que identifica energias dissonantes e de onde elas emanam.

Os lugares onde não devemos conviver com emanações de energias telúricas ou da terra são os locais em que permanecemos mais tempo, como nosso quarto, especialmente a cama em que dormimos. O home-office onde podemos passar horas trabalhando por exemplo ou qualquer outro local onde você passe muito tempo.

Campos eletromagnéticos e nossa saúde

Os campos eletromagnéticos, da mesma maneira, nos sobrecarregam. Suas vibrações excedem a nossa tolerância por estarem em uma única frequência – e nós temos nossa própria frequência bio-eletromagnetica variável para cada órgão. Assim, já sabemos que cada um dos órgãos tem seu ritmo próprio e deve ser respeitado o seu ciclo natural . É ele que nos mantém em níveis ótimos de saúde e, se mudarmos isto, saímos do que é natural para nosso corpo e adoecemos.

Portanto, uma das recomendações que devem ser seguidas à risca é de não deixar o celular durante a noite perto da nossa cabeça, algo bem corriqueiro. O campo eletromagnético do celular, mesmo desligado, interfere nas nossas ondas cerebrais. A nossa energia durante o sono é relativamente fraca, mas ela está no seu ritmo e âmbito. Uma emanação eletromagnética maior e mais potente, diferente da nossa natureza, criará interferência e com certeza isto não nos fará bem. Podemos ter insônia, sono não-regenerador, pouca qualidade no descanso. E o resultado, já sabe. Fadiga durante o dia, falta de concentração, sonolência, baixo rendimento.

Não nos esqueçamos também que os fios da rede elétrica, celular, TV, outros equipamentos como roteadores têm um campo próprio e interferem sim no nosso campo energético, alterando-o e provocando resultados nocivos. Nessas situações, este desequilíbrio pode alterar nossas ondas cerebrais, interferir no equilíbrio hormonal, alterar o equilíbrio da nossa biota intestinal e muitos outros malefícios. Portanto lembre-se: deixe o celular carregando longe de você na hora de dormir para que você possa recarregar a sua bateria.

E sabe o que mais pode ajudar a neutralizar o eletromagnetismo do seu ambiente e combater a geopatia? O Feng Shui, técnica que engloba diversas ferramentas para tornar sua relação com o ambiente mais saudável! Sim, mas isso fica para outro artigo.

Deixe seu comentário ou uma pergunta!

Até a próxima!

Maitê Orsi

6 comentários em “Casa Saudável [Parte 3] Geopatia e eletromagnetismo: como eles influenciam seu ambiente e interferem no bem estar”

  1. Maitê ,
    Muito elucidador seu artigo sobre geopatia!
    Estas ondas eletromagnéticas são realmente muito prejudiciais ao ser humano , por tudo que você explica !
    O ritmo eletromagnético de nosso corpo é muito preciso e sofre com estas interferências externas .
    Já li a respeito de que gatos e aranhas, normalmente preferem estes locais onde reverberam estas ondas eletromagnéticas provindas da terra , Pude observar que estes locais normalmente não são agradáveis para o ser humano estar , portanto fica aí uma dica que pode ser útil .
    Grato pelo seu artigo e pelo seu conhecimento .
    Aguardando o próximo capítulo .

    1. Excelente o seu comentário Eduardo! Realmente precisamos estar cientes do que nos ajuda e do que não contribui positivamente. Os gatos preferem lugares cuja energia é negativa para nós, humanos, pois ele conseguem lidar com ela, transmutando. Os cães já preferem locais de boa energia telúrica, ou da terra. Eles são um bom indício para nós, ao escolhermos lugares para colocar a cama e lugares de permanência prolongada.
      Muito grata

  2. Excelente orientação, Maitê. Vou realocar meu celular durante minhas noites de sono. Nunca havia pensado nisso! Além disso, seu texto, como os outros trazem informações preciosas e é extremamente didático. Obrigada.

    1. Muito grata pela sua leitura e comentário, é uma alegria e uma honra tê-la por aqui!
      Suas palavras são um estímulo para continuar a escrever, pois desejo compartilhar essa vivência de estudo, projetos e lida com esse assunto a que me dedico com muito amor.
      Um grande beijo e muita gratidão

  3. Real e oportuno artigo Maitê!
    A primeira vez que ouvi falar sobre essas “patologias” foi em um artigo sobre o Radonio, um gás radioativo de origem natural cuja presença nas casas em grandes concentrações eleva o risco de câncer. Nos EUA há pesquisas há 40 anos tentando orientar e alertar os projetistas sobre os indicadores para uma casa mais saudável! E quanto ainda para aprender….Obrigada pelos estudos, Abraço.

    1. Olá e muito grata pelo seu comentário Mayra!
      Você tem toda a razão pois há países que já vem estudando e alertando sobre a importância de se observar o local da construção e especialmente os lugares de permanência prolongada, muito antes de nós aqui no Brasil. Podemos trazer e usar esse conhecimento para melhorar nossa relação com o meio ambiente e por consequência termos uma saúde muito melhor.
      Beijos e muita gratidão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *